Seguidores

terça-feira, 29 de março de 2011

Em entrevista jovem sem braços que emocionou tocando Oficina G3 na guitarra afirma: “Não sou deficiente, sou eficiente”

Publicado por Everson Barbosa (perfil no G+ Social) em 24 de março de 2011 - http://is.gd/n3B0xx

Recentemente publicamos a notícia de um jovem chamado Jonathan Bastos que possui uma deficiência no braço mas que não o impede de tocar muito bem a músicaMeus Próprios Meios do Oficina G3 usando os pés. A notícia emocionou a todos e por isso entramos em contato com Jonathan que gentilmente nos concedeu uma entrevista que serve como uma lição de vida sobre o poder e o cuidado de Deus. Confira abaixo:

G+: Jonathan, conte um pouco da sua vida, qual sua idade e o que ocasionou sua deficiência física:

Bom, eu nasci no dia 18 de julho de 1994, já com essa deficiência física e meus pais Ezequias Bastos da Silva e Simone Vitorino da Silva, sentiram um pouco o impacto, mas não desistiram de mim. Sempre tive muito apoio deles, dos meus avós, dos meus familiares da parte materna e também paterna e hoje recebo grande apoio dos meus amigos. Num período da minha vida passei por algumas cirurgias no fêmur direito, pois tenho um encurtamento de 7 cm. Mas hoje, pela misericórdia de Deus, eu ainda tenho esse encurtamento, só que a perna mais curta serve para um melhor posicionamento da guitarra. Glória a Deus por isso!Eu tenho 16 anos, faço 17 esse ano ainda, estou no terceirão, graças a Deus… e esse ano vou prestar vestibular para medicina, mas isso tudo somente porque Deus é fiel! Tenho um ministério de testemunho juntamente com minha família e viajamos para contar o que Deus fez e tem feito por nós. Gosto de sair, curtir, namorar (mas estou solteiro… hasuashasu) e amo rock! Sou da igreja Congregacional de Volta Redonda, mas congrego na Congregacional da Cotiara, em Barra Mansa. Sou o tecladista desta igreja e acredito que tudo aconteceu conforme à vontade de Deus.

G+: Além do seu vídeo no YouTube tocando Meus Próprios Meios você tem outros tocando diferentes músicas. Como nasceu seu interesse pelos instrumentos musicais?

Eu comecei a ter interesse por instrumentos de 3 para 4 anos de idade (nessa época eu cantava na igreja – Igreja Assembléia de Deus, ministério Sul Fluminense), sendo que já recebia meio que um incentivo do meu avô de parte materna. Ele me colocava para brincar no teclado e isso com certeza influenciou no meu futuro musical. O primeiro instrumento que eu toquei foi bateria; ganhei uma bateria com 4 anos e comecei a praticar. Fui baterista por um bom tempo. Já o teclado, iniciei com 6 anos, mas parei, devido as cirurgias. Inclusive, a primeira música que eu toquei no teclado estava usando um fixador na perna, nessa época eu tocava teclado com os pés. Com mais ou menos 11 anos, voltei a tocar teclado, graças a Deus, depois disso nunca mais parei! Agora, toco teclado com a parte superior, que pra mim são meus braços, e também uso o queixo. E agora, há pouco tempo, mais ou menos um ano e meio, estou tocando guitarra, eu nem imaginava que um dia tocaria esse instrumento. Eu fui a um culto e um irmão disse que eu tocava bateria, teclado, baixo e guitarra, mas eu não tocava guitarra ainda, só tentava. Aí eu achei estranho né, mas hoje eu entendo que esse irmão não errou, ele profetizou e aqui estou eu para glória de Deus!

G+: Você é um grande admirador do Oficina G3. O que a banda representa para você?

Comecei a curtir Oficina G3 com 5 anos, meu primeiro cd foi O Tempo. Eu cantava a música título do cd na igreja e a música Perfeito Amor também. Essa banda me levou a gostar de rock, cada vez mais, a cada música deles que eu ouvia passava a gostar mais e assim foi aumentando esse meu sentimento pelo rock. Tenho como grande inspiração, em primeiro lugar, Deus, sem dúvidas. E minha fonte de inspiração humana é o Juninho Afram. Aqueles solos são fora de sério e que melodias ele tira, sou muito fã mesmo e um dos meus sonhos é tocar uma música com ele e com toda a banda. Eu admiro a banda toda.. o Jean, muito fera, meu primeiro grande solo de teclado foi Espelhos Mágico.. “Mister Jean” , eu era o “Mister Joe”. Bons tempos..

E quem divulgou o meu vídeo foi o Oficina G3, eu postei no Twitter e eles mandaram pra frente e isso só aumentou a gratidão e a admiração que eu tenho por eles.

G+: Desde que o vídeo foi divulgado pela banda e postado em nosso site como tem sido receber tantos comentários?

É muito bom receber esse incentivo, pois chega um momento em que todos nós precisamos de apoio e eu vou me lembrar de cada comentário. Está sendo um momento muito especial em minha vida, um momento em que Deus resolveu me honrar, e sou grato por isso. Quero dizer que recebo críticas também, mas toda crítica construtiva é bem vinda e sempre que eu puder melhorar, o farei. Estou feliz demais por receber todo esse apoio, esse carinho, eu gosto de ter contato com as pessoas, isso me faz bem. As pessoas têm dúvidas a respeito, perguntam se eu uso afinação adaptada, etc. Eu não uso nenhum tipo de adaptação pra tocar qualquer instrumento, tudo é Deus quem faz e jamais me envergonharia de falar, caso eu usasse porque mesmo assim seria muito difícil. Todos os meus videos foram gravados sem montagem, purinho mesmo, nem Movie Maker eu coloquei (nos próximos vou colocar, Twitter, orkut.. etc.). Concluindo: é ótimo ter esse contato com a galera!

G+: Hoje vemos muitos jovens reclamando da vida e até já desistindo de seus sonhos, através do seu exemplo temos certeza que muitos se encheram de esperança. Deixe uma mensagem para todos os leitores do Gospel+ e para aqueles que assim como você buscam vencer seus limites:

Galera, eu quero dizer que se você pensou em desistir, se você inicia algo e não termina ou fica com medo de tentar, a palavra diz que nós somos mais que vencedores naquele que nos amou, então lutem, busquem, orem, sejam determinados, pois tudo dará certo. Não deixe que as dificuldades da vida te parem. Talvez você olhou pra mim e pensou “ele é deficiente”, mas pra Deus eu sou eficiente e se eu sou filho de Deus e você também é, o tratamento é igual: se eu sou eficiente, você também é! Não tenham medo de tentar, façam a vontade de Deus, que do resto Ele cuida! Jesus é o único que salva, Ele é o caminho, a verdade e a vida, não tem outro jeito.. só Ele salva. Então entregue sua vida a Jesus e você verá que Ele vai mudar sua história! Gostaria de agradecer a oportunidade de contar um pouquinho da minha história e que Deus possa edificar as vidas que vão ler essa matéria. Grande abraço e saibam que eu amo a vida de cada um de vocês e um dia nos veremos lá no céu, que é o nosso principal objetivo enquanto cristãos.










Você que não viu o vídeo de Jonathan Bastos pode assistir clicando aqui.

PG realiza promoção para participar do clipe de “Te Louvarei na Tempestade”

Publicado por Everson Barbosa (perfil no G+ Social) em 28 de março de 2011 - http://is.gd/69hia4

O cantor PG está finalizando o clipe de Te Louvarei na Tempestade do álbum A Conquista, mas ele dedicou um espaço especial para quem quiser participar do seu novo clipe. De acordo com a gravadora MK Music, quem quiser participar do clipe deve gravar um vídeo e hospedar no YouTube interpretando a música.

Os interessados devem enviar um e-mail para comunicacao@grupomk.com.br com seus dados pessoais e telefone para contato e o link do vídeo. Os vídeos serão vistos e avaliados e os aprovados poderão ter imagens (cenas, takes) incluídas no novo clipe do PG. O prazo para envio do vídeo vai até 4/4/2011.

Fonte: Gospel+ Com informações de MK Music

Rodolfo Abrantes fala sobre o lançamento do DVD contando o seu testemunho

Publicado por Everson Barbosa (perfil no G+ Social) em 27 de março de 2011 - http://is.gd/utcCGl

Depois de ser vocalista de uma banda, considerada a melhor banda de rock da década de 90 no Brasil, Raimundos, o cantor Rodolfo Abrantes está lançando um DVD que conta o seu testemunho de como se converteu para Cristo

“Estou lançando um DVD com meu testemunho … bem mais completo do que eu poderia relatar em uma única ministração,” informou Rodolfo Abrantes ao The Christian Post.

O ex-cantor da banda Raimundos, que já foi viciado em drogas, falou sobre o problema das drogas, afirmando que é um “problema mundial.” Mas contou como saiu disso.

“Com tudo globalizado, a raíz do problema é praticamente a mesma em todo lugar. A insatisfação parece ser algo comum em todo usuário. Só Deus nos satisfaz por completo, portanto a solução é se encher Dele.”

Ele afirmou também que está finalizando seu quarto CD de música, que deve ficar pronto ainda no primeiro semestre. O cantor hoje dedica suas músicas para louvar a Deus, afirmando se sentir livre e empaz com seu estilo, que mantém o rock, porém com conteúdo cristão adoração a Deus.

“Tenho que entender que meu chamado para essa geração é mais importante do que a aceitação do meio religioso.”

Atualmente, Rodolfo, juntamente com sua esposa e os músicos que compõem a equipe, viajam fazendo ministrações em diversas Igrejas, lugares seculares como praças, feiras e shows.

“Independente do lugar que nós formos, o foco é sempre o mesmo, atrair a presença do Senhor e realizar a Sua vontade. Temos visto muitos jovens se entregando a Cristo e isso é muito gratificante.”

Recentemente, ele ministrou na Igreja Evangélica Bola de Neve sobre ter paciência. Uma virtude que Deus lhe ensinou.

“Eu era uma pessoa ansiosa, que não aguentava esperar por nada, e saía fazendo as coisas de qualquer jeito,” completando com “tudo tem o seu tempo.”

Em outra pregação anterior, Rodolfo mencionou que “Faltam discípulos na Igreja.” E explicou que os primeiros discípulos de Jesus tiveram que deixar tudo para estar com Ele.

“Quando você entrega sua vida nesse sentido, acaba tendo uma revelação pessoal do quanto Ele vale pra você, por que você vai saber pelo que você deixou, o quanto custa estar com Ele.”

Rodolfo era famoso, mas estava doente, se envolvia com drogas e, segundo um de seus testemunhos, “estava cheio do que o mundo dizia que era o auge.”

“Por dentro eu estava na maior miséria que já havia enfrentado na vida,” disse ele em um testemunho dado ao Jornal Diário do Litoral.

Segundo ele, ele somente sabia falar cinco frases, ‘vamo fuma,’ ‘vamo come,’ ‘vamo chapá,’ vamo surfá e ‘vo não.’ O ‘vo não’ ele afirmou que era quando o seu irmão lhe chamava para fazer alguma coisa diferente, então ele dizia ‘vo não.’

Mas o cantor passou por uma grande experiência em sua vida, sendo curado de um câncer ainda quando não ia para a Igreja.

Foi em um dia que sua namorada (atual esposa) trazia um grupo de moças evangélicas para orar em sua casa, época em que ela e Rodolfo passavam por muitas dificuldades (envolvimento com drogas). Uma pessoa do grupo de oração disse a ele que ele tinha câncer no estômago, fato em que ele suspeitava mas não havia dito à ninguém.

“Para você saber que Ele é Deus, que Ele te ama e que Ele tem uma grande obra para fazer na sua vida,” disse uma das irmãs que orou por ele.

Ele disse que suas dores começaram a desaparecer e todos os caroços, que ele afirmou que tinha, também desapareceram. “Fui ficando saudável e engordando, feliz. Jesus foi entrando na minha vida.”

Depois disso Rodolfo começou a ter mais intimidade com Deus, e querer servir a Cristo.

“Em meu primeiro testemunho, subi no púlpito e comecei a chorar.”

Ele disse que não conseguia falar muito sobre Deus, somente dizia que não se drogava mais e que havia sido curado. Ele entendeu que a pessoa tem que se acostumar com o “fogo do altar, que leva tempo.”

“é o fogo queimando as impurezas ainda.”

Suas palavras de motivação depois disso eram, “Atitude inteligente é você andar por um caminho que te leva pra vida e não em um caminho que te leva pro buraco.”

Hoje seu alerta às pessoas que se dedicam às coisas mundanas, como a fama, dinheiro e sexo, é “Tudo isso vai passar.”

“Se sua alegria e realização estiverem nessas coisas, sua frustração será inevitável. Busque construir sua vida sobre algo que não passa. Jesus é a rocha.”

Contato Ministério Rodolfo Abrantes:

contato.rodolfo@hotmail.com (55-47) 9607-5434

Fonte: Christian Post

Oficina G3 participa de programa da rádio CBN em homenagem ao U2

Publicado por Everson Barbosa (perfil no G+ Social) em 28 de março de 2011 http://is.gd/XfuT1Y

Oficina G3 será uma das bandas convidadas do programa Sala de Música, da rádio CBN, que mobilizou diversos músicos de diferentes estilos para uma homenagem e interpretação dos clássicos da banda U2. As músicas receberão interpretação própria, e Oficina G3 irá fazer sua versão de “‘I Still Haven’t Found What I’m Looking For“.

U2 é uma banda irlandesa que além de ter sido muito influente nos anos 80 e 90 ainda é uma das que mais arrecada e atrai multidões em seus shows. O vocalista e líder da banda Bono está constantemente envolvido em causas humanitárias e declara sua fé no cristianismo. Em sua nova turnê uma das músicas apresentadas é o clássico hino “Amazing Grace” (veja a notícia aqui).

Abaixo você confere a tradução de “I Still Haven’t Found What I’m Looking For”:

Eu ainda não achei o que estou procurando

Eu escalei as mais altas montanhas
Eu corri através dos campos
Apenas para estar com você (x2)
Eu corri, eu rastejei,
Eu escalei estes muros da cidade,
Apenas para estar com você
Mas eu ainda não achei
o que estou procurando
Mas eu ainda não achei
o que estou procurando
Eu beijei lábios de mel
Senti o calor nas pontas de seus dedos,
que queimavam como fogo
este desejo ardente.
Eu falei na língua dos anjos
e segurei na mão do demônio.
Ela me esquentava durante a noite.
Ela estava fria como uma pedra.
Eu acredito na vinda do Reino
E então todas as cores sangrarão em uma só.
Mas, sim, eu continuo correndo.
Você quebrou as algemas,
Livrou-se das correntes,
Carregou a cruz
e a minha vergonha.
Você sabe que eu acredito nisso.

Fonte: Gospel+ Com informações de MK Music