Seguidores

terça-feira, 31 de maio de 2011

Um Cristão Pode se Tatuar? estudo completo!

Fonte: Comunidade "Um Cristão Pode se Tatuar? de Felipe Super Jesus (Orkut)


Gostaria antes de qualquer coisa de agradecer ao meu mano Felipe por este estudo, seja de sua propria autoria ou não, ele veio tirar muitas duvidas. Vale à pena ler! "Thy Silvério"



Primeiramente, o título deste texto está incorreto. O melhor título seria “Convém aos cristãos se tatuarem?”, pois, uma vez que já não estamos mais sob o domínio da Lei, nada em si próprio é “certo” ou “errado”. A graça de Deus é que justifica ou condena qualquer ato. Mas o erro foi proposital com o intuito de atrair a atenção para o tema proposto.
Antes de começar a discorrer sobre a prática de se tatuar, precisamos fazer considerações sobre “cultura”, uma vez que a “tatuagem” está inserida em um contexto histórico/cultural. É impossível datar um início para o ato de se tatuar, os babilônicos na época de Abraão já possuíam tais práticas e Darwin afirmou que “do Pólo Norte à Nova Zelândia não havia aborígine que não se tatuasse” em seu livro A Descendência do Homem.

Várias são as teorias e as tentativas de explicar como surgiu a tatuagem, uma delas é que, nos tempos primórdios, marcas involuntárias adquiridas em guerras e lutas corporais geravam orgulho e reconhecimento ao homem que as possuísse, pois eram expressões naturais de força e vitória. O homem da época, partindo da idéia de que marcas na pele seriam sinônimos de diferenciação e status, passou a marcar-se voluntariamente, fazendo ele mesmo seus ferimentos pelo corpo, que com o passar do tempo deu espaço para a criação de desenhos utilizando-se de tintas vegetais e espinhos para introduzi-las à pele.

Todos os antropólogos são unânimes em afirmar que a tatuagem acompanha o homem desde seu surgimento. A Múmia mais antiga do mundo foi encontrada em 1991 na Itália e data de 5.300 anos antes de Cristo. Congelada em um bloco de gelo, a múmia tinha tatuagens acompanhando toda a espinha dorsal, além de uma cruz numa das coxas e desenhos tribais por toda a perna. A segunda e a terceira múmias mais velhas seguem o mesmo exemplo, tatuagens por todo o corpo.

A tatuagem não é algo apenas ATUAL, é uma prática que existe há milênios, algo criado pelo homem dentro da cultura onde ele estava inserido. Exemplos:

· Os Pictus (povo que viveu no norte europeu) tatuavam-se acreditando que as tatuagens lhes davam poder e força e que os desenhos ficavam impressos na alma para que eles pudessem ser identificados após a morte por seus antepassados;
· Os nativos da Polinésia, Filipinas, Indonésia e Nova Zelândia, tatuavam-se em rituais complexos, sempre ligados à religião;
· Os povos Celtas e Vikings, os dinamarqueses, os normandos e os saxões tatuavam-se como forma de coragem, patriotismo para as guerras e batalhas;
· Para os Samoanos, o ato de pintar o corpo marcava a passagem da infância para a maioridade;
· No Japão feudal as tatuagens eram usadas como forma de punição, tornando-se sinônimo de criminalidade;
· Os chineses acreditavam que as tatuagens desviavam o mal de quem as possuía e marcavam a pele com labirintos sinuosos para confundir os olhos do inimigo;

O ato de se tatuar foi comunicado de pais a filhos, até os tempos atuais. Em cada cultura, a tatuagem toma um significado diferente. Em algumas era sinal de coragem, em outras, reverência aos mortos, adoração a deuses, misticismo, distinção entre criminosos e corretos, etc. Em nosso contexto (ocidente, século XIX) a tatuagem nada mais é do que uma vaidade, estética, feita principalmente por jovens. Era normal em alguns povos citados acima ver anciãos se tatuarem, o que não é normal hoje em dia. Portanto, um bom entendimento sobre o que é a “tatuagem HOJE” é essencial se quisermos fazer considerações sobre ela, principalmente no âmbito espiritual.

A tatuagem hoje em dia é feita pelos seguintes motivos basicamente: vaidade e estética (a grande maioria); manifestação de idéias/opiniões/conceitos (movimento contra-cultura, por exemplo); misticismo e blasfêmia (grande minoria, feita por pessoas que em grande parte querem apenas aparecer e criar pose de que é mau).

“A tatuagem nunca esteve tão na moda”, ouvi um pastor dizer recentemente. Diante de tudo que foi exposto acima, essa informação dita por muitos se torna equivocada. A tatuagem sempre esteve nas culturas humanas e devido ao preconceito da sociedade em que vivemos, a frase que usaria seria a seguinte: “A tatuagem nunca foi tão sufocada e atacada”.As pessoas tatuadas são muito discriminadas, mas não por erro delas e sim por imaturidade e preconceito da sociedade. Todos têm direito de se expressar, seja da forma como lhe aprouver. Alguns preferem músicas, outros artes, desenhos, esportes, outros tatuagem!

Grande parte desse preconceito vem exatamente por influência da “igreja”. As investidas católico-romanas para expandir o cristianismo na Europa durante a idade média encontravam resistências por parte de vários povos que já tinham suas culturas estabelecidas. No começo ouve um sincretismo religioso para que o cristianismo adaptasse à cultura do povo. Os que resistiam eram mortos. Bárbaros, Vikings, Celtas, Zigotos lutaram bravamente contra a opressão. Essas hordas ou clãs eram perseguidos, aprisionadas e mortos em fogueiras pela “igreja” a mando dos senhores feudais (fonte de riqueza a Roma) que queriam exterminar possíveis “redentores do povo”. A “igreja” se aproveitou muito disso: a tatuagem passou a ser “coisa do demônio” tanto quanto os objetos culturais pagãos. Algumas das fábulas inventadas persistem até hoje.

E um fato que não pode deixar de ser comentado, é que a tatuagem era usada pelos primeiros cristãos . Vivendo na clandestinidade, acusados de terem incendiado Roma, os primeiros cristãos se reconheciam por uma série de sinais escritos e tatuados, com destaque para a cruz, as letras IHS (Jesus Salvador dos Homens em grego), o peixe (IKTHUS), etc.

Portanto, a tatuagem NÃO é um modismo que começou nas últimas décadas. Ela tem história, ela está na história dentro de praticamente todas as culturas já existentes.

A Bíblia não fala sobre tatuagem, é claro! Esse termo não existia na época em que foi escrita. Em alguns trechos podemos ler algumas ordenanças sobre “marcar e lacerar a pele” (são poucos e estão no Velho Testamento). Devemos ficar atentos para que esses textos sejam muito bem interpretados, pois, a tatuagem de hoje não é a tatuagem da época da Bíblia, o contexto é outro, a cultura é outra, a circunstância é outra. O versículo muito usado é:

“Não fareis lacerações na vossa carne pelos mortos; nem no vosso corpo fareis marca alguma. Eu sou o Senhor.” (Lv 19:28).

Esse versículo tem sido muito usado como “a prova bíblica” contra a tatuagem. Mas isso revela uma falta de conhecimento tremenda, pois é um erro infantil de interpretação bíblica: “texto fora do contexto”. Na contexto da época, as pessoas se marcavam como forma de demonstrar seu luto, de expressar sua dor, e é exatamente isso que é advertido: “Não fareis lacerações na vossa carne pelos mortos…”. Creio que o ato foi advertido não pela marca em si e sim por outras questões que estavam envolvidas quando se ”tatuava por causa dos mortos” (idolatria, necromância, misticismo, etc).

Aos que gostam de usar esse versículo como condenação à tatuagem, eu respondo da seguinte forma: “Ok, mas não isole o versículo, ponha em prática o versículo anterior”. O versículo anterior proíbe aos homens cortar o cabelo e danificar a barba. Ou seja, se tatuagem é pecado apenas por causa desse versículo, é pecado cortar o cabelo e a barba também! Andemos como mendigos a partir de hoje.

Outros versículos são usados da mesma forma: isolados, sem contexto! Chegam ao absurdo de citar I Coríntios 6:19, 20 (“sois templos do Espírito Santo”), texto que fala sobre santidade, contra a prostituição, não sobre marcas na pele. Somos templos do Espírito Santo e devemos demonstrar isso com atitudes e não com aparência, mesmo porque, os maiores ladrões e assassinos do mundo andam de terno e gravata!

A tatuagem é uma demonstração cultural e creio que o Espírito Santo exulta de alegria em ver uma pessoa tatuar “Jesus, eu te amo” para todos vêem. E este mesmo Espírito Santo se entristece quando vê alguém politicamente correto sem tatuagem pecando. Ter tatuagem ou não interfere em sua vida cristã, seus atos sim, a disposição do seu coração sim!

11 comentários:

kennedy sousa disse...

"Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?
Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo." (1Co 16 e 17)

Anônimo disse...

E por acaso a tatuagem destrói o templo? O que destrói o templo é a morte do mesmo. A tatuagem é um adorno do templo como os vitrais e as pinturas das igrejas.

Fernando disse...

sim e é por causa de pensamentos como o seu Kennedy que pessoas se desviam ao invés de ficarem convertidos!!! pois Deus está perto do coração contrito e salva o que está de espirito abatido.E ainda diz mais o quebrantado Ele não despresarar, e não só aquele que não tem tatoo do valor eh arte paz do Senhor

Blog do Thy Silvério disse...

rs! é realmente se você cria uma Águia fazendo-a pensar que é uma galinha, ela vai agir como galinha.
Do mesmo modo, se vc cria servos de Deus que tem inteligência para ver o obvio na palavra de Deus nas igrejas para terem visão cega, eles terão visão cega!

O que quero dizer, é que pelo visto, não adianta provar na biblia que estas pessoas estão erradas em pensarem que uma Tatoo vai levar a pessoa pro inferno.
Enfim, vou continuar defendendo a visão clara das sagradas escrituras. A palavra tah ai às claras, só não encherga quem quer viver na escuridão!

Como Jesus disse, o nosso povo peca por não conhecer as Escrituras!

ficam aí se baseando em textos isolados para apoiar suas sandices!
Paciência!

Pedro Paulo disse...

A bilbia e como se fosse um livor de leis de Deus para o mundo o que estiver escrito como vai ser sempre a verdade...
Olhem Levíticos - Cáp. 19 Versículo 28.

Blog do Thy Silvério disse...

Vou sitar uma parte da matéria, pq to achando que vcs não leram! Será que é tão difícil enxergar o óbvio? Caramba galera, tira a venda do olho!

"Esse versículo tem sido muito usado como “a prova bíblica” contra a tatuagem. Mas isso revela uma falta de conhecimento tremenda, pois é um erro infantil de interpretação bíblica: “texto fora do contexto”. Na contexto da época, as pessoas se marcavam como forma de demonstrar seu luto, de expressar sua dor, e é exatamente isso que é advertido: “Não fareis lacerações na vossa carne pelos mortos…”. Creio que o ato foi advertido não pela marca em si e sim por outras questões que estavam envolvidas quando se ”tatuava por causa dos mortos” (idolatria, necromância, misticismo, etc).

Aos que gostam de usar esse versículo como condenação à tatuagem, eu respondo da seguinte forma: “Ok, mas não isole o versículo, ponha em prática o versículo anterior”. O versículo anterior proíbe aos homens cortar o cabelo e danificar a barba. Ou seja, se tatuagem é pecado apenas por causa desse versículo, é pecado cortar o cabelo e a barba também! Andemos como mendigos a partir de hoje."

Super Jesus! disse...

Primeiramente,quero agradecer de coração meu brother Thy Silvério por essa força,que Deus te abençoe meu velho!
Galera essa pesquisa ou esse estudo que fiz não foi pra criar nenhum tipo de confusão,se vc é contra isso não detone quem gosta,quem é vc pra jugar o que é pecado ou não???No fim das contas todos nós temos que prestar contas a Deus,tem gente que faz coisa pior,e não é nem pelo fato de ser pior ou não,é de saber que cada um de nós temos uma intimidade com Deus,vamos para de jugar uns aos outros e vamos nos preocupar em ganhar vidas pra Jesus,sendo elas tatuadas ou não!
Graça e Paz.

Helen disse...

Achei muito interessante o estudo,que bom se todo o povo de Deus lesse e estivesse com o coração aberto pra entender.Amados, Deus olha o coração, o interior,e o que nos leva ou não ao céu, é o estado do nosso coração e não uma tatuagem! Parabéns pelo estudo!

Arthur Batera Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Arthur Batera Santos disse...

Cara gostei muito do estudo, não sou contra a tatoo, pois na bíblia não cita nada contra... E outra, muitos pastores religiosos estão julgando sem saber e sem entender a luz da palavra, estando assim estribados no seu próprio entendimento como fala na bíblia... Eu mesmo tenho coragem de colocar uma e vou colocar... Sou músico e acredito que isto será uma estratégia pra trazer aquela galera pesada pra Jesus!

Blog do Thy Silvério disse...

vlw mano Arthur. Realmente é um estudo muito rico. Obrigado por seu comentário, continue participando de nosso Blog, sua opinião e aprovação, assim como a de todos os nossos seguidores, é muito importante! Abraço.