Seguidores

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Documentário sobre os Foo Fighters(vídeo)


Fonte: http://www.musicatotal.net/noticias/ver.php?id=7296

09 de Junho de 2011
Apresentação ao vivo em Portugal a 7 de Julho, no Optimus Alive’11

Paralelamente ao lançamento do novo álbum, ‘Wasting Light’, a divisão de documentário Spitfire Pictures, do Exclusive Media Group, produziu um documentário sobre os Foo Fighters, realizado pelo galardoado (Óscar) James Moll (The Last Days, Running The Sahara). Co-produzido e co-financiado pelo Exclusive Media Group e a RCA Records, o documentário de Moll relata toda a história dos Foo Fighters, das demos em cassette gravadas por Grohl durante os seus tempos de baterista dos Nirvana, até à sua ascensão ao vencer prémios Grammy, várias platinas, estatuto de esgotar arenas e estádios, como uma das maiores bandas de rock do planeta.

Seleccionado para a última edição do festival SXSW em estreia mundial, "Back and Forth" é o documentário de carreira dos Foo Fighters.

Desde a primeira maquete de Dave Grohl até ao lançamento do mais recente álbum "Wasting Light", o documentário percorre a triunfante carreira dos Foo Fighters num fabuloso filme realizado por James Moll.

Para além deste documentário, o DVD e Blu-Ray incluem 35 minutos de extras, com cenas eliminadas e entrevistas à banda (Dave Grohl, Taylor Hawkins, Nate Mendel, Chris Shiflett e Pat Smear) que levam o espectador desde a grande estreia em ‘The Colour & The Shape’, aos galardoados com Grammy ‘There Is Nothing Left to Lose’ e ‘One By One’, bem como a ‘In Your Honor’, o múltiplas vezes galardoado com Grammy ‘Echoes, Silence, Patience & Grace’, uma audiência recorde de 170,000 fãs em duas noites de concerto no Estádio de Wembley e o subsequente regresso à garagem de Dave Grohl, para as sessões unicamente analógicas com o produtor Butch Vig e que deram origem a ‘Wasting Light’.

Com tudo isto e ainda imagens de actuações de tirar o fôlego, FOO FIGHTERS: BACK AND FORTH é um grande documento não só para os fãs, como para todos os que alguma vez se questionaram como é que uma banda de rock se torna grande e como é que se mantém nessa posição.



O sétimo álbum dos Foo Fighters, ‘Wasting Light’, foi produzido por Butch Vig e misturado por Alan Moulder, tendo sido totalmente gravado numa cassete analógica na garagem da casa do vocalista Dave Grohl na Califórnia, em San Fernando Valley. O novo disco também assinala o primeiro registo de longa duração dos Foo Fighters com o lendário produtor Butch Vig, que produziu as novas faixas “Wheels” e “Word Forward” no álbum de êxitos de 2009 e com quem Dave Grohl (obviamente) trabalhou primeiro no clássico “Nevermind” dos Nirvana.

A abordagem ‘sem computadores/sem software’, de regresso à essência, resultou naquele que é provavelmente o resultado mais forte e coeso dos 15 anos de carreira da banda: Do primeiro single ‘Rope’ (ver vídeo) ao frenético início de “Bridge Burning”, passando pelo lindíssimo bipolar “These Days” e as espantosas participações de Bob Mould (“Dear Rosemary") e Krist Novoselic ("I Should Have Known"), ‘Wasting Light’ é um triunfo singular: uma banda que encheu arenas, estádios e festivais um pouco por todo o mundo e que decidiu ‘despir-se’ e voltar ao que é essencial.

O antigo guitarrista de digressão dos Nirvana e “elemento honorário" dos FF, Pat Smear, junta-se agora ao núcleo permanente dos FF constituído por Grohl, Taylor Hawkins, Nate Mendel e Chris Shiflett.


3 comentários:

Mauricio Ribeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mauricio Ribeiro disse...

Curto d + o Dave, desde a época do Nirvana, já no Foo Fighters, gostei bastante, porém prefiro ele como Baterista msm.. Na minha opnião, ele tá entre os 10 melhores bateras do mundo, pela performance em palco.

Já sobre o album de 2011, achei o album meio fraco (deve ser pq não curto a parte pop do post-grunge), com excessão da musica Rope, q é uma das melhores canções q ja ouvi na minha vida!

Blog do Thy Silvério disse...

tbm acho ele um dos melhores batéras! cara manda muito!
Já sobre o Album tenho uma opinião diferente. Achei o melhor do Foo Fighters! kkkk! gostei de mais! das musicas! ouço direto! kkk! mas tah certo! O mundo é legal por causa das diferenças de opiniões!