Seguidores

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Minoria gay chinga Pastor Silas Malafaia, e tenta inutilmente atrapalhar protesto contra a PL122



















A última quarta-feira, primeiro de junho, foi considerada um marco para os ativistas pró-família, uma manifestação contra a PLC 122 organizada pelo Pastor Silas Malafaia em Brasília reuniu milhares de evangélicos, católicos e pessoas que não concordam com bandeiras como a PLC 122, legalização do aborto e maconha e o kit gay. O evento foi denominado como Marcha pela Família.

O foco principal da manifestação foi a PLC 122, polêmica lei anti-homofobia que é constantemente contestada por líderes religiosos que acreditam que a mesma poderá criminalizar o direito de expressão de quem não é a favor do homossexualismo. Entre os políticos que participaram estavam João Campos (PSDB-GO), Ronaldo Fonseca (PR-DF), Jair Bolsonaro (PP-RJ) e Anthony Garotinho (PR-RJ), além dos senadores Marcelo Crivella (PR-RJ), Magno Malta (PR-ES) e Walter Pinheiro (PT-BA). Entre os evangélicos que estavam presente, houve a participação de diversos cantores e pastores de todo o Brasil, além do próprio Pastor Silas Malafaia, organizador da manifestação pacífica.

Os manifestantes exibiam cartazes com dizeres como “Diga não a PL 122″, “Daqui a pouco vão dizer que a Bíliba é homofóbica”, “I love my family” e “Pela união entre o homem e a mulher” e gritavam palavras de ordem. No palanque o Pastor Silas Malafaia foi enfático afirmando que “Marta Suplicy pensa que crente é otário” e criticou a decisão do Supremo Tribunal Federal que reconheceu a união gay no Brasil: “O STF rasgou a Constituição”, o líder ainda completou dando sua opinião sobre a PLC 122: “O projeto de lei é inconstitucional. Lei contra a homofobia já existe, isso é conversa para dar privilégio a uma minoria” afirma. Em dado momento o Pastor rasgou uma cópia da PLC 122 no palanque, levando o público ao delírio.

Já o Senador Magno Malta acusou o Senado de querer criar um “terceiro sexo” dando preferência aos homossexuais: “Se Deus criou macho e fêmea, não vai ser o Senado que vai criar um terceiro sexo com uma lei. É preciso que eles [homossexuais] entendam que o anseio grotesco de uma minoria não vai se fazer engolir”, acredita. Já o deputado federal e ex Governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho foi mais polido em seus comentários: “Eles [os participantes da marcha] amam a todas as pessoas, só que não concordam com o pecado de algumas,” disse. Outro Senador que também se pronunciou foi o evangélico Marcelo Crivella, da Igreja Universal do Reino de Deus: “Nunca vi a igreja evangélica tão unida, deixando de lado as denominações em prol do reino de Deus” conclui.

Fonte: http://noticias.gospelmais.com.br/protesto-manifestacao-contra-plc-122-silas-malafaia-brasilia-20417.html

_______________________________________________________________________________

Informação do Blog do Thy Silvério

O Protesto contra o PLC122 também contou com uma minoria de homossexuais portando vários cartazes megafones, tentando inutilmente atrapalhar o nosso Protesto. Disse inutilmente por que dava pra contar nos dedos a quantidade de homossexuais no local, contra cerca de 80 mil pessoas que estavam ali protestando contra a Lei da Homofobia.

O que me deixou bolado foi o seguinte, quando eles fazem as marchas deles, ninguém vai lá tentar atrapalhar, e isso por que nós entendemos que todos tem o direito da liberdade de expressão, pensamento este que eles não apoiam, pois querem vetar nosso direito de expressar nossas opiniões.

Penso que eles podiam ter evitado a vergonha que passaram, fazendo o papel ridículo que fizeram.

Eles mostravam cartazes que diziam que nós temos "ódio" deles.

Todos nós sabemos que não os odiamos. Deus é amor sim, Deus ama os homossexuais, agora, amar os homossexuais não obriga que concorde com suas praticas, e assim como Deus pensa pensamos nós todos que somos contrários a esta lei. Tenho amigos homossexuais, eu os amo, mas não concordo com as praticas deles. A Biblia nunca vai mudar, e a Palavra de Deus condena esta pratica. Veja bem, a palavra de Deus condena a Pratica Homossexual, mas não condena o homossexual. A partir do momento que o homossexual se entrega a Jesus Cristo, e entende que sua condição sexual é errada, Deus passa a fazer a obra em sua vida. E mesmo antes de o homossexual entregar a vida a Jesus, Deus já o ama.

Com relação ao ódio, veja bem, nós nunca esboçamos ódio por homossexuais. Até hoje não vi uma igreja que esboçasse este ódio contra homossexuais. Nunca ouvi dizer que um grupo Evangélico bateu em homossexuais, ou que matou algum deles. Nós nunca xingamos um homossexual em nossas igrejas, e nunca fomos em suas boates ofende-los com palavrões e xingamentos. Em contrapartida olhe só o que eles fizeram em nosso protesto:


Agora eu pergunto, quem tem ódio de quem? Tirem suas próprias conclusões.











Nenhum comentário: